quinta-feira, 28 de maio de 2009

Estrela da manhã


Eu sempre fui um ser mais notívago do que diurno. O clima calmo e delicado que a escuridão da noite cria e envolve é, para mim, desde há muito, mais agradável que a agitação quase sem sentido que acontece sob a luz do sol. Assim, acabei até mesmo por arrumar um emprego em que eu não tivesse que acordar cedo sempre. Mas hoje, por obrigações profissionais recentes, estou obrigado a madrugar todos os dias, como há muito tempo não fazia. 

E é assim que eu estou descobrindo, para minha enorme surpresa, que a manhã é outro dia.

(imagem: manhã nascendo sobre o mar)

4 comentários:

Ruth Nazareth disse...

Dedalus,

ou Sr. Esfinge, não entendi o enigma.
Mas observando a imagem percebo que em relação à natureza só cabe a admiração,a contemplação.

Um abraço.
Ruth

Dedalus disse...

Cara Ruth,

Não há enigma, ou se há é um bem claro: meu dia preferido era a noite, e agora estou vendo a manhã com outra luz, e vejo que é bela...

Um abraço!

Tatyana França disse...

Isso me fez lembrar uma citação:
"O sol nasce para todos, mas alguns preferem dormir um pouco mais" (quem me dera fosse - ainda - meu caso - ah, não sei o nome do autor dessa citação...).

Ai, ai... O amanhecer é lindo,
mas como é duro acordar cedo! ;p

Abs.

Dedalus disse...

Cara Tatyana,

Tudo tem um preço: o amor é lindo,
mas como é duro amar...

Um abraço!