domingo, 14 de março de 2010

Brincar, jogar, cantar e contar


Quase todo mundo já deve ter visto crianças brincando de casinha. O que pouca gente se dá conta é que a brincadeira continua vida adulta afora, muitas vezes. E o interessante do amor é isso: é um faz-de-conta que funciona muito bem se compartilhado...

(imagem: detalhe de quadro do holandês Peter Brueghel)

2 comentários:

Ulisses Adirt disse...

Visão interessante do amor...

Dedalus disse...

Caro Ulisses,

Amar é ser ridiculamente infantil...

Um abraço!